Software Carpentry no CCSL/USP

Imagem dos alunos participantes da segunda edição.

Note

If you don’t speek portuguese you will find some informations at Software Carpentry Blog.

Nota

As fotos originais utilizadas nesse post encontram-se disponíveis em imagens do primeiro dia e imagens do segundo dia.

Na semana passada, Alex e eu ministramos dois workshops para a Software Carpentry no Centro de Competência em Software Livre na Universidade de São Paulo.

Primeira Turma

Alex durante a aula de Bash para a primeira turma.

Na primeira turma tivemos 18 inscritos e 27 nomes na lista de espera. Estávamos esperando uma sala cheia mas apenas 10 alunos apareceram. Boa parte dos alunos eram bioinformatas.

Alex durante a aula de Git para a primeira turma.

O primeiro dia começou com Alex ensinando o terminal Unix. A maioria dos alunos já tinha utilizado-a anteriormente mas gostaram de descobrir alguns comandos novos e que poderiam escrever seus próprios shell scripts. Na tarde do primeiro dia eu ensinei Python. Essa não foi a melhor sessão porque eu fiquei com a impressão errada dos alunos: a maior parte das perguntas viam dos alunos que já tinham programado alguma vez (em Perl) e estavam tentando fazer associações com a linguagem que conheciam.

Alex ainda durante a aula de Git para a primeira turma.

O segundo dia começou com Alex ensinando Git. Essa foi a melhor aula de Git que eu já assisti. Alex estava muito calmo seguindo exatamente a lição disponível no nosso site e os alunos conseguiram seguir sem problemas (a única alteração foi que a parte de colaboração e conflitos foi feita em pares de forma semelhante ao Pull Request enviado por Thomas Kluyver que eu pretendo revisar nos próximos dias). No fim da sessão de Git os alunos queriam respostas para algumas perguntas avançadas e entendemos a sessão por mais uma hora. Na tarde, alteramos nosso plano original e dividimos a turma em dois grupos.

Alex ensinando tópicos avançados de Python.

Os alunos que já tinham programado anteriormente ficaram com o Alex e tiveram uma apresentação das bibliotecas Numpy, matplotlib e Pandas.

Alunos fazendo exercício de Python.

Os alunos que estavam começando a programar pela primeira vez ficaram comigo para uma sessão de exercícios utilizando o que tinha sido visto na primeira aula: variáveis, funções, condicionais e laços.

Segunda Turma

Alex durante a aula de Bash para a segunda turma.

Na segunda turma tivemos 18 inscritos e 23 nomes na lista de espera. Tivemos uma sala cheia (com aproximadamente 18 participantes).

Segunda turma durante a aula.

O primeiro dia começou com Alex ensinando o terminal Unix. Alguns estudantes gostaram dessa primeira sessão mas muitos ainda estavam se perguntando “por que eu estou aprendendo isso?”. Na tarde eu ensinei Python e pela primeira vez alguém disse que eu estava devagar demais. Eu tinha reduzido a velocidade propositalmente mas tive que interromper a lição algumas vezes porque alguns estudantes estavam tendo problemas com Anaconda e IPython Notebook.

Alex durante a aula de Git para a segunda turma.

O segundo dia começou com Alex ensinando Git. Novamente alguns estudantes tiveram problemas com a instalação (todos os casos eram de estudantes utilizando Mac OS X) que foram resolvidos depois de algum tempo. Novamente a aula do Alex foi maravilhosa mas os alunos não fizeram perguntas avançadas no final. Durante a tarde eu terminei a lição de Python (pois não tinha ensinado laços no primeiro dia) e apresentei alguns exemplos de uso da matplotlib e Pandas.

Alex utilizando meu notebook durante a aula de Git para a segunda turma.

Extra

Durante o workshop aprendi que o processo de divisão manual é diferente entre o Brasil e os Estados Unidos.

Imagem dos alunos participantes da segunda edição.