Aaron Swartz: the rise of monopolies and the fight against totalitarianism

Neville Roy Singham foi que realizou a palestra “Aaron Swartz: the rise of monopolies and the fight against totalitarianism”.

Neville Singham durante sua palestra.

Um dos focos dessa palestra foi o recém anunciado PRISM, um programa de vigilância do governo americano, por Edward Snowden.

A seguir alguns pontos da palestra que gostei:

  • “Big Data is the future and we own it.” CIA

    Big Data é um termo utilizado para o grande volume de informação armazenado/processado nos últimos anos (podemos considerar os últimos cinco). Essa informação possui origem nos inúmeros censores utilizados atualmente (dentre eles os aparelhos celulares) e nos logs de requisições de páginas da internet (botões das redes sociais).

    Grandes empresas do ramo de informática (e.g., Google, Amazon, Apple, Microsoft, Yahoo,.. ) usam essa informação para, dentre outras coisas, criar um perfil dos usuários dos seus serviços. Como agora sabemos, essa informação é compartilhada com a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

  • “It is nearly withinout grasp to compute on all human generated infomartion.”

    O Big Data também está relacionado com o processamento da informação acumulada que só é possível pelas grandes empresas da área de informação e órgãos do governo.

  • “The good citizien complex.”

    O complexo do bom cidadão pode ser enunciado como: se não tenho nada a esconder não existe problema no governo violar minha privacidade para pegar alguns criminosos.

    Neville comparou esse complexo com a síndrome de Estocolmo o que achei muito bom.

  • Democrático ou não?

    Foi apresentado duas comparações:

    1. armas de fogo e orgivas nucleares,
    2. software da década de 80 e SaaS (software como serviço).

    A constituição estadunidense considera armas de fogo algo democrática (e muitas pessoas uma orgiva nuclear não). De maneira semelhante o software da década de 80 era democrático mas o Saas não é.