Desligando Facebook e Google

Em 24/06/2013, Tarek Ziadé escreveu um post intitulado “Shutting down Facebook & Google” que gostei muito. O post de Ziadé é licenciado com CC BY-NC-ND e uma cópia encontra-se aqui.

Existem três partes do post que gostei muito:

  1. Ele fala sobre os escândalos recentes envolvendo privacidade:

    However, the recent privacy scandals made me think a bit about how I use all these services.

    First of all, G+ and Facebook provide features to share privately some data to a specific set of people. We’ve seen that our privacy is not guaranteed. They’ll give your data away if they’re asked.

    And well, they are commercial companies that need to sell ads, so your private content is used anyways. Just look at the ads that are displayed besides your e-mail when you use GMail.

    So while there’s an incentive to let you share data thinking it’s not public, shit happens. So I don’t see the point of pushing anything non-public in those silos. And it turns out that I am mostly a consumer.

  2. A importância de se opor a perda da privacidade:

    But what I am doing is still important. It’s a political act that will shape the future if we’re a bunch of people acting like this. We need to show through our online habits and actions that we care about our privacy.

  3. E a tarefa de ensinar:

    Now my next task is to teach my kids how important privacy is, so that they clearly understand what’s going on when they are using the internets.

Assim como Ziadé, no fim do ano passado tomei a descisão de abandonar softwares proprietários e serviços oferecidos gratuitamente que são pagos com a perda de privacidade. Tenho falado sobre isso com alguns amigos e preciso começar a ensinar outras pessoas (como não tenho filhos, devo começar com meus pais).

A seguir você encontrá uma lista (de uso mais frequente para o menos frequente) de serviços que abandonei ou pretendo fazê-lo e o que fiz para substituí-los.

Celular

O celular é um grade vilão da privacidade. Ziadé diz que está utilizando o “Firefox OS” e por isso está em “boas mãos”. Eu discordo dele porque você só mudou de rótulo o problema.

Infelizmente, para mim é bastante difícil não ter um pois passo boa parte do dia fora de casa e é incômodo ficar falando ao telefone do lado de pessoas que estão tentando estudar.

Ferramenta de busca do Google

Ainda não parei de utilizar. Embora exista o DuckDuckGo e StartPage os resultados do Google são muito bons.

Gmail

Gmail é o serviço de email do Google. Sem sombra de dúvida abandonar o Gmail não foi uma tarefa fácil. Passei a utilizar mais a conta da faculdade e também criei uma conta no riseup. Pelo grande volume de email que recebo e o pequeno espaço das minhas novas caixas de entradas tive que configurar o fetchmail, procmail, msmtp <http://msmtp.sourceforge.net/> e o mutt.

Ainda mantenho meu endereço de email do Gmail para receber emails de pessoas que não foram notificadas de minha mudança. Com o tempo as pessoas tomam conhecimento do meu novo email e poderei fechar a conta.

Google Reader

Google Reader é um leitor/agregador de feeds rss e atom que foi descontinuado. Inicialmente substitui o Google Reader pelo newsbeuter que é muito bom. Hoje utilizo leafnode-2 com rss2leafnode e slrn (newsreader).

Google Calendar

O calendário go Google foi substituído pelo calcurse e pelo taskwarrior.

Twitter

Foi sumariamente abandonado e substitui por esse blog e assinatura de feeds de vários blogs. O identi.ca e o pump.io são serviços equivalentes mas acabei não criando conta neles.

Facebook

Foi sumariamente abandonado e substitui por esse blog e assinatura de feeds de vários blogs.

Google+

Foi sumariamente abandonado e substitui por esse blog e assinatura de feeds de vários blogs.